Controle da Administração Pública é tema de debate no Rio de Janeiro

Evento será realizado nos dias 8 e 9 de agosto e contará com a presença de especialistas renomados sobre o assunto

O Rio de Janeiro recebe nos dias 8 e 9 de agosto o VIII Fórum Brasileiro de Controle da Administração Pública. Promovido pela Fórum, com realização da Fórum Cultural, o evento debaterá as novidades sobre o controle externo, fiscalização, licitações, contratos e terceiro setor.

“O controle da Receita Pública é um dos destaques do VIII Fórum Brasileiro de Controle da Administração Pública neste ano. Quando o assunto é controle externo, sempre enfatizamos os problemas com as despesas, no entanto, a questão também pode envolver ineficiência da arrecadação”, ressalta um dos coordenadores científicos do evento, Fabrício Motta. Segundo ele, outro destaque é o painel sobre a fiscalização das obras para os grandes eventos esportivos, tais como, Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. “O objetivo é fiscalizar os gastos com as obras de forma antecipada para que se possa verificar os problemas e sugerir correções necessárias antes da conclusão dos projetos”, explica Fabrício Motta.

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, ministrará a palestra “As Faces do Controle Externo: Entre Determinações e Recomendações”. O objetivo é apresentar o trabalho do órgão que tem como missão institucional regular a gestão dos recursos públicos em benefício da sociedade e fiscalizar os diversos regimes de contratação. Para falar do controle externo do Terceiro Setor, o VIII Fórum contará com a participação do secretário federal de Controle Interno da Controladoria-Geral da União, Valdir Agapito Teixeira. O palestrante vai abordar as recentes alterações legislativas sobre o tema e reflexões sobre as tendências e perspectivas para o aperfeiçoamento da relação entre Estado e o terceiro setor no que se refere a gestão dos recursos público. “Agora contamos com o chamamento público para contratar as entidades do terceiro setor. Isso é o incremento da transparência em todas as fases do processo até a prestação de contas. Desta maneira, o terceiro setor fica obrigado a seguir normas e regulamentos que prevêem a prestação contas”, explica o secretário.

Acesse o site do VIII Fórum Brasileiro de Controle da Administração Pública e conheça toda a programação do evento.