Empresas que possuem controle interno de combate à corrupção poderão ganhar pontos extras em licitações

USP-Disciplina-Combate-Corrupcao

As empresas que investem em programas internos de prevenção à corrupção, o compliance, poderão ter vantagens em licitações do governo federal. A proposta está na pauta dos órgãos do governo que fazem parte  da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). A iniciativa faz parte da Ação 5 da Enccla, coordenada pela Controladoria Geral da União.

Em entrevista para o blog do Fernando Rodrigues, no Portal Uol, Beto Vasconcelos, titular da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), disse o objetivo é incentivar as empresas a adotar mecanismos de controle antes que a corrupção ocorra.  De acordo com Vasconcelos, existe uma preocupação de que as novas regras não criem injustiça nas disputas por contratos com o governo.

Segundo o representante da SNJ, uma possibilidade é estabelecer critérios diferentes para cada setor ou tamanho de empresa. A outra, é que as exigências sejam incorporadas aos editais de cada licitação.

“O edital da obra de uma hidrelétrica não pode ter o mesmo nível de exigência de outro para comprar móveis, por exemplo”, exemplifica ele. Os próximos encontros discutirão experiências de outros países e de Estados brasileiros.

Fonte: Blog do Fernando Rodrigues