Editora Fórum lança obra que reconstrói trajetória da teoria da interpretação jurídica

Os Direitos fundamentais e a (in)certeza do Direito: A Produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras
Os Direitos fundamentais e a (in)certeza do Direito: A Produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras

O Doutor em Filosofia do Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, Menelick de Carvalho Netto, e o Mestre e Doutorando em Direito pela UnB, Guilherme Scotti lançam em Brasília, no dia 20 de maio, a obra “Os Direitos fundamentais e a (in)certeza do Direito: A Produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras”. A sessão de autógrafos acontece no restaurante Carpe Diem, às 19h.

Os autores convidam o leitor a acompanhá-los na reconstrução da trajetória percorrida pela teoria da interpretação jurídica da primeira para a segunda metade do século XX. Uma compreensão normativamente consistente dos direitos fundamentais na ordem constitucional de 1988 requer que o leitor, enquanto intérprete e cidadão, seja capaz de alterar sua postura e assumir como sua uma perspectiva de quem operou o giro lingüístico no campo da teoria constitucional.

Serviço:

Lançamento “Os Direitos fundamentais e a (in)certeza do Direito: A Produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras”

Data: 20/05/2011

Horário: 19h

Local: Restaurante Carpe Diem

Endereço: SCLS 104 Sul – Bloco D- Loja 1