Livro soluciona as dúvidas mais comuns na hora de escrever textos jurídicos

A escrita é uma das principais ferramentas de trabalho dos profissionais do Direito. Um texto bem redigido, com uma estrutura de narrativa lógica, sem erros gramaticais e ortográficos, contribui, em muito, na compreensão dos argumentos e, principalmente, na credibilidade no conteúdo. Requisitos fundamentais em textos jurídicos.

Para ajudar os juristas nesta difícil tarefa, as revisoras de texto Barbara Andrade e Danielle Adão trouxeram para as páginas do livro “101 dicas para escrever Direito” as respostas para as dúvidas mais frequentes na hora de escrever textos jurídicos.

O livro 101 dicas para escrever Direito foi pensado para ser um suporte no momento da produção de um texto. O enfoque da obra é a linguagem jurídica, que muitas vezes é alvo de queixas, como em relação à grafia e à pronúncia de palavras e expressões em latim e  a escrita de leis: o correto é usar o símbolo “§” ou grafar “parágrafo”, por extenso?

Como uma linguagem simples e leve, as autoras abordam 101 temas comuns do dia a dia de quem precisa escrever textos jurídicos. A obra está organizada por meio de um detalhado índice de assuntos que auxilia a busca por dúvidas específicas.

Conheça mais sobre o livro