Livro traz soluções de combate ao crime organizado em instituições governamentais

De forma inédita, o livro “Crime organizado e sua infiltração em instituições governamentais“, de autoria do professor Flávio Cardoso Pereira,  traz para os leitores  o debate acerca das preocupações advindas de um cenário nefasto de infiltração da criminalidade organizada junto às instituições governamentais.

Na obra, segundo o autor, são propostas algumas soluções que, sob o ponto de vista preventivo, pretendem ofertar um norte a ser perseguido no intuito de se estabelecer um patamar mínimo de percepção da corrupção no país e ainda no cenário mundial.”Entre essas ações, destacam-se o resgate do caráter ético da função pública e a melhora dos incentivos aos funcionários públicos, despertando nessas pessoas o fortalecimento do ideal da confiança e o fomento às escolhas certas em momentos de indecisão.”

Em um contexto de expansão da corrupção sistêmica, a qual se alastra como uma doença letal,  atingindo tanto o setor público quanto o privado, a leitura da obra fornece ao leitor um cabedal imenso de fundamentos concretos para uma melhor compreensão desse fenômeno globalizado,  atualizando o operador do direito acerca de pontos cruciais para o desenvolvimento de um novo paradigma para o enfrentamento a criminalidade organizada e a corrupção.

Novidades da segunda edição

Nesta segunda edição da obra, além de terem sido atualizados os números referentes aos índices de medição da corrupção a nível mundial, foram  acrescidos de novos capítulos e inseridas notas referentes as novidades sobre o tratamento ao fenômeno da corrupção.

Temas de destaque na obra

Para o autor,  os temas de maior destaque no livro se referem a corrupção sistêmica, a segurança humana, a criminalidade organizada e a aplicação da teoria dos jogos. O tema protagonista é a chamada “reconfiguração cooptada do Estado”, compreendida como uma modalidade de corrupção em nível avançado ou como uma captura avançada do aparato governamental, correspondente à penetração ou infiltração de agentes criminosos junto a entidades estatais, com a finalidade de obtenção de vantagens econômicas, financeiras, sociais ou penais, as quais possam beneficiar organizações criminosas.

Sobre o autor

Flávio Cardoso Pereira é graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia, Pós-doutor em Democracia, Direitos Humanos, Direito Penal e Segurança Pública pela Universidade de Coimbra, em Portugal. É Doutor em Direito e Criminalidade Organizada pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Também atua como Promotor de Justiça no Estado de Goiás  e Diretor da Escola Superior do Ministério Público do Estado de Goiás.