Saiba quais são as áreas da advocacia que estarão em alta em 2015

profissoes-promissoras-advogados-2015

 

Pesquisa realizada pela EXAME.com levantou as profissões mais promissoras em 2015. Segundo a revista, foram ouvidos especialistas de 18 consultorias de recrutamento para investigar quais serão as suas apostas em 2015. Na área do Direito, quatro especializações foram citadas. Confira quais são:

Advogado especializado em compliance e ética

“A área já vinha crescendo no país ao longo dos últimos anos acompanhando uma tendência mundial, e, agora, deverá ter maior destaque como reflexo da operação Lava Jato”, diz Paulo Moraes, da Talenses.

O que faz: Resolve conflitos que envolvam políticas internas e condutas éticas de empresas.

Perfil: Formação em direito, com boas noções de interpretação legal. Conhecimento sobre o negócio da empresa em questão é essencial, segundo Moraes.

Advogado tributarista

Este profissional está sempre em alta, segundo Paulo Moraes, da Talenses. A complexa estrutura tributária do Brasil faz com esta seja uma das áreas mais promissoras do direito, principalmente quando a estratégia tributária é fator determinante para o desempenho de uma empresa.

O que faz: Garante que normas referentes à arrecadação de impostos e obrigações tributárias sejam cumpridas. Pode ser responsável por contencioso e consultivo. “Sua atuação é fundamental para o planejamento tributário e operações de compra e venda de empresas”, afirma Fábio Salomon, sócio da Salomon e Azzi.

Perfil: Formação jurídica e contábil, com pós-graduação e/ou cursos de extensão em universidades especializadas. Conhecimento em planejamento tributário é um diferencial.

Advogado trabalhista

“As previsões para 2015 trazem desempenho abaixo do esperado para a indústria, o que se reflete no aumento do número de demissões”, diz Fábio Salomon, sócio da Salomon e Azzi.

O que faz: Aatua na resolução de casos ligados às relações de trabalho.

Perfil: Formação em direito com educação continuada na área trabalhista na forma de especialização, mestrado ou doutorado. Aperfeiçoamento em relações sindicais é um diferencial.

Advogado especializado em recuperação judicial e de crédito

O momento delicado da economia coloca muitas empresas à beira de um colapso financeiro. Por isso, advogados da área já estão sendo mais procurados. A tendência que deve se manter em 2015, segundo Paulo Moraes, da Talenses.

O que faz: Pode ser responsável por litígios que envolvam empresas em fase de recuperação judicial. Também pode atuar em favor dos bancos credores.

Perfil: Formação em direito com amplo conhecimento da lei de recuperação judicial. Experiência prévia em processo civil com foco em contencioso bancário é um requisito, segundo Moraes.

Fonte: Exame.com