Segundo dia do Congresso de Direito e Sustentabilidade discute Tributação Ambiental e Advocacia Pública

Congresso Direito e Sustentabilidade

O segundo dia do Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade e III Fórum Brasileiro de Altos Estudos de Direito Público, que acontece em Curitiba, vai levantar nesta quinta-feira (10), debates sobre desenvolvimento sustentável, tributação ambiental e apresentar cases das empresas Itaú, Natura, Iberdrola Renováveis do Brasil, Itaipu Binacional e e da Copel, voltados para a causa da sustentabilidade.  O evento, promovido pelo Instituto Brasileiro de Altos Estudos de Direito Público e pela AJUFE (Associação dos Juízes Federais do Brasil), segue até o dia 11.

Na parte da manhã, com a mediação do prof. Marcos Joaquim Gonçalves Alves, advogado e Membro do instituto de Pesquisas tributárias, participam do primeiro painel: prof. Clémerson Merlin Cléve, da UFPR e Unibrasil; Dra Lara Porto, diretora da Iberdrola Renováveis do Brasil (IBR); dr. Roberto Fontes Federici Filho, superintendente jurídico da NEOENERGIA; prof. Luiz Guilherme Marinoni, professor de Processo Civil da UFPR e prof. Helenio Taveira Torres, da USP.

Na parte da tarde os debates continuam, sempre com temas pertinentes. Entre eles, “Sustentabilidade e Advocacia Pública”, ministrada pelo Advogado-Geral da União, Luis Inácio Lucena Adams, e “Regulação e Sustentabilidade”, apresentada por Sérgio Guerra, professor de Direito da Fundação Getúlio Vargas-RJ.  Ao final dos debates, serão apresentados os papers selecionados para o Congresso.