Livro ‘O Caráter’ de Samuel Smiles inspira nobres virtudes

A coragem, a honestidade, o senso do dever, a disciplina e o autocontrole. Estas são algumas das virtudes essenciais para a construção de um caráter íntegro e forte que o autor Samuel Smiles aborda no livro “O Caráter”.

A obra trata da influência da família, sociedade, do companheirismo no casamento e do valor do trabalho na formação do caráter humano. Tudo isso permeado pela referência a homens e mulheres de todas as épocas, dotados de virtudes memoráveis ou de sábios conselhos.

Em uma das suas frases mais célebres, Samuel Smiles aborda o caráter como o grande poder no mundo.  “Representa a natureza humana em toda a sua grandeza, porque mostra o homem sob o seu melhor aspecto. Se o gênio impõe a admiração, o caráter mais seguramente inspira o respeito. Aqueles que procuram possuí-lo, nunca serão talvez ricos dos bens deste mundo, mas encontrarão a sua recompensa na estima na consideração adquiridas honradamente”.

O autor exemplifica a natureza humana em suas formas mais elevadas, por expressar o homem no que ele tem de melhor. “Homens de genuína excelência em qualquer esfera da vida, indivíduos trabalhadores, íntegros, de princípios, impõem respeito espontaneamente. É natural acreditar nesses homens, confiar neles e imitá-los. Embora a genialidade sempre mereça admiração, o caráter garante o respeito. A primeira é, antes, o produto do poder da mente, o segundo, do poder do coração; e, em última instância, é o coração que rege a vida. Homens brilhantes colocam-se diante da sociedade com sua inteligência, e homens de caráter, com sua consciência; aqueles são admirados, estes são seguidos”.

Para todos que se interessam em mergulhar nesta profunda reflexão, a obra “O Caráter”, de Samuel Smiles, está disponível na loja online da FÓRUM. Esta edição foi organizada pelo professor Jacoby Fernandes, grande admirador dos pensamentos do autor.

Sobre Samuel Smiles

Nascido em Haddington, na Escócia, Samuel Smiles estudou medicina na Universidade de Edimburgo. De 1838 a 1842, trabalhou como editor do jornal Leeds Times, tendo sido nomeado, em maio de 1840, secretário da Associação Leeds para a Reforma Parlamentar. Por volta de 1850, afirmando que “a reforma política por si só não pode sanar os múltiplos males que afetam nossa sociedade”, Samuel abandonou as reformas parlamentares e dedicou o resto de sua carreira à promoção do crescimento individual, à exaltação da virtude pessoal e à construção do caráter, através da escrita de suas muitas biografias e de seus livros de conselhos, sendo o primeiro e mais famoso deles “Self-Help”, de 1859.

Samuel é autor de grandes obras  populares incluindo “Self-Help” (Auto-ajuda), de 1859; “Character” (Caráter),  de 1871; “Thrift” (Poupança), de 1875; “Duty” (Dever) de 1880; e “Life and Labour” (Vida e trabalho), de 1887.