Sem fórmulas prontas e clichês, livro aborda empreendedorismo e inovação no setor público

Foto: Rafael Luz

Um livro que busca a verdade por trás da aparência, sem fórmulas prontas, alegorias demagógicas e todos os clichês facilmente encontrados em textos e falas sobre empreendedorismo e gestão.  Esta é a obra “Diário de um empreendedor público”, de autoria de Renato Ribeiro Fenili, secretário adjunto de Gestão do Ministério da Economia, recém-lançada pela Editora Fórum.

Organizado em sete capítulos, o livro versa sobre temas, como empreendedorismo, inovação, poder nas organizações públicas, intraempreendedorismo público, corrupção, como lidar com o fracasso, entre outros. Abordagens que, sob a ótica de Fenili, promovem contribuições substantivas para gestores e servidores públicos. “Há insights pouquíssimos visitados sobre espaços de poder. Sobre cultura. Sobre o timing próprio do setor público. A obra insere-se, grosso modo, no bojo de economia comportamental, desvelando muito sobre a natureza humana. E fala sobre fracasso – algo que costumamos varrer para debaixo do tapete”, ressalta.

Fenili destaca que o grande diferencial da publicação é a fuga do lugar comum. “Não tem abordagem estereotipada. E não é trivial. O empreendedor público aqui retratado não é um ente folclórico ou sobrenatural. É de carne e osso. Sujeito a traços culturais patrimonialistas e a vetores de poder que nem sempre lhes são favoráveis. Um empreendedor que fracassa, que lida com a má gestão governamental e com a corrupção. Que às vezes se desmotiva, se ilude, que fica de saco cheio. Não só pensa fora da caixinha, mas também sai dela, se despindo da condição de super intelectual para sujar as mãos na linha executória. Isso tudo numa linguagem fluida e cativante”.

Renato também define a obra como um banho de realidade sob os olhos e as mentes dos profissionais da gestão pública. Um livro que derruba mitos, ao mesmo tempo em que traz um embasamento sólido de seus argumentos. “A jornada nesse diário é a de desconstrução, seguida de reestruturação em ótica mais sólida e abrangente. A tendência é que venha a se tornar reflexão mandatória na seara de inovação pública brasileira”, frisa.

Experiência como servidor público

Há 20 anos atuando como servidor público, Fenili acumula diversas experiências positivas e negativas em sua carreira. No livro, ele compartilha o seus aprendizados e percepções por meio de uma narrativa envolvente, direta e mais próxima ao leitor. “Tive vivências intensas nos órgãos pelos quais passei. Fui oficial da ativa da Marinha. Diretor de Compras da Câmara dos Deputados. Agora, Secretário-Adjunto de Gestão do Ministério da Economia. Geri equipes, e fui gerido. Tive exemplos ótimos e péssimos. Cresci com ambos. Modelei processos, estruturei áreas, resvalei em antagonismos políticos. O aprendizado é constante e diário. Isso é carregado para obra, definitivamente”, revela Renato.

Conheça mais sobre o livro em nossa Livraria Virtual

2 comentários em “Sem fórmulas prontas e clichês, livro aborda empreendedorismo e inovação no setor público

  1. Augusto João Américo de Sousa disse:

    Tive a enorme alegria de conhecer Renato Fenili, numa Jornada, por ele organizada, sobre Boas Práticas em Compras Públicas na Câmara dos Deputados. Desde o início percebi estar diante de mais que um líder e empreendedor, mas de um exemplo de dignidade e compromisso com o legado público. Sua visão de serviço público voltado para o público que de fato é dependente desta ação estatal é um de seus múltiplos diferenciais, sendo uma referência contemporânea e absolutamente realista para aqueles que estão na área pública. Renato é simplesmente Brilhante!

Comentários estão fechados.