Luís Roberto Barroso é indicado para o Supremo Tribunal Federal

A Presidente Dilma Rousseff indicou hoje o advogado, professor de Direito Constitucional e Procurador do Estado do Rio de Janeiro, Luís Roberto Barroso, para compor o quadro de ministros do STF, ocupando a vaga aberta com a aposentadoria do Ministro Carlos Ayres Britto. Nas próximas horas, a indicação de Barroso, será encaminhada ao Senado Federal para apreciação.

 Segundo a nota oficial do Planalto, “o professor Luís Roberto Barroso cumpre todos os requisitos necessários para o exercício dos mais elevados cargo da magistratura no país”.

 Reconhecido no Brasil e no exterior como um dos grandes juristas contemporâneos, Barroso conta com a simpatia de diversos ministros do Supremo, inclusive de Britto. O advogado constitucionalista atuou nos mais emblemáticos e polêmicos casos julgados pelo Supremo Tribunal Federal nos últimos anos, que incluem: interrupção da gestação de fetos anencefálicos, pesquisas com células tronco embrionárias, uniões homoafetivas, nepotismo e Cesare Battisti. Na experiência constitucional brasileira, poucos atores tiveram a participação teórica e prática de Luís Roberto Barroso.

 Pela Fórum, recentemente, o autor publicou duas grande obras, “O Novo Direito Constitucional Brasileiro – Contribuições para a Construção Teórica e Prática da Jurisdição Constitucional no Brasil” e “A Dignidade da Pessoa Humana no Direito Constitucional Contemporâneo – A Construção de um Conceito à Luz da Jurisprudência Mundial”

Com muito orgulho, a Fórum parabeniza ao Luís Roberto Barroso por esse grande passo em sua trajetória, imputando à sua nomeação o merecido reconhecimento por sua valorosa contribuição e por seu compromisso com a Justiça brasileira.