FÓRUM realiza ação social de Natal 

29 de dezembro de 2020

Cidadania. Um dos valores que compõem a cultura organizacional da FÓRUM esteve ainda mais presente neste fim de ano. 

Com o propósito de promover o bem social, a empresa realizou a doação de cestas básicas para 400 famílias moradoras da Ocupação Rosa Leão, na região norte de Belo Horizonte. Também foram doados brinquedos que fizeram a alegria de 1600 crianças da comunidade.

Envolvidos com a ação, os funcionários doaram roupas, fraldas, livros, calçados, entre outros donativos que serão entregues em janeiro aos moradores do local.

FÓRUM e ações sociais

As ações sociais fazem parte da história da FÓRUM desde a sua fundação. É o que relata o editor, presidente e fundador da empresa, Luís Cláudio Rodrigues Ferreira. “A FÓRUM promove trabalhos sociais desde 1992. Este ano, com a crise gerada pela pandemia, a miséria se acentuou ainda mais. A partir daí resolvemos ampliar as nossas ações nas comunidades de Belo Horizonte. Iniciamos em julho um trabalho na Ocupação Rosa Leão. Acreditamos que, com estas atitudes, aliviamos um pouco o sofrimento destas pessoas e proporcionamos felicidade neste momento tão duro para todos.”

Segundo Luís Cláudio, em 2021, haverá um fortalecimento das ações sociais promovidas pela empresa. “A Editora FÓRUM não foge do papel de combater a fome. Em parceria com Providens (Ação Social Arquidiocesana),  instituição de amparo aos mais pobres, mantida pela Arquidiocese de Belo Horizonte,  vamos atuar no aglomerado da Serra, Taquaril, além de asilos, grupos de apoio a moradores de rua e ainda manter o nosso trabalho na creche São Tomás de Aquino, a qual colaboramos há quase 30 anos. Vamos continuar este trabalho tão importante em um país tão desigual”, afirma o presidente. 

Sobre a ocupação

 A Ocupação Rosa Leão é uma das mais recentes de Belo Horizonte. Ela fazia parte de um terreno chamado de Izidora, composto por outras três comunidades. O local abriga um total de 30 mil famílias. AO Rosa Leão fica na Região Norte de Belo Horizonte e tem hoje cerca de sete mil moradores. A ocupação existe desde 2013 .